Inglês herdou o primeiro lugar de Vettel. Foto: Scuderia Ferrari

Inglês herdou o primeiro lugar de Vettel. Foto: Scuderia Ferrari

Foi com a ajuda do "VAR" da Fórmula 1...

Os comissários tomaram a decisão de punir Sebastian Vettel em cinco segundos, e o alemão perdeu a vitória que tinha nas mãos, após uma interpretação absolutamente questionável. Vettel passou pela grama e, ao retornar ao traçado, os comissários entenderam que ele fechou Hamilton, então o segundo colocado.

Assim, mesmo cruzando a linha de chegada em segundo lugar, mas com diferença menor que cinco segundos, Hamilton acabou sendo declarado vencedor do GP do Canadá, disputado neste domingo (9) em Montreal, sétima etapa do campeonato.   

Foi a 78ª vitória de Lewis Hamilton na F1, sétima no Canadá, igualando-se ao alemão Michael Schumacher, que também subiu ao degrau mais alto do pódio em Montreal em sete GPs.      

VETTEL DOMINOU, MAS...

Partindo da pole, Vettel não deu chance para nenhuma tentativa de Hamilton no apagar das luzes vermelhas e manteve boa margem para o inglês, e tinha tudo para voltar a vencer após um jejum que dura desde o GP da Bélgica do ano passado, não fosse a punição que lhe foi imposta.

VETTEL, REVOLTADO

Depois de conversar com os comissários, Vettel trocou a placa em frente aos carros, colocando o número 2 para a Mercedes de Hamilton.

LECLERC, QUASE SEGUNDO COLOCADO...

Charles Leclerc apertou o ritmo no final e por pouco não terminou a prova a menos de 5 segundos em relação a Vettel, o que lhe renderia o segundo lugar. Mas, por pouco, acabou mesmo completando o pódio, em terceiro.

Valtteri Bottas levou sua Mercedes ao quarto lugar. O desempenho do finlandês só não foi mais apagado pelo feito que conseguiu, a volta mais rápida (1min13s078), quebrando o recorde que pertencia a Rubens Barrichello desde 2004, então pela Ferrari, que naquele ano fez 1min13s622.

Max Verstappen (Red Bull), que largou em nono, recuperou-se bem para fechar a prova canadense na quinta colocação. 

Daniel Ricciardo, por sua vez, lutou muito, travou boas disputas com Verstappen e Bottas e conseguiu um bom sexto lugar pela Renault, que também pontuou com Nico Hulkenberg, o sétimo.

CAMPEONATO

Com o resultado da prova, Hamilton chegou a 162 e segue absoluto na liderança do Mundial. Bottas, o segundo colocado na tabela, soma 133 e Vettel chegou a 100. Verstappen é o quarto, com 88 e Leclerc está em quinto, com 72. 

PRÓXIMA ETAPA

Em duas semanas, no dia 23 de junho, acontece a oitava etapa do campeonato, o GP da França, em Paul Ricard. No ano passado, após uma lacuna de dez anos no calendário da F1, a prova francesa foi vencida por Hamilton, com Verstappen em segundo e Raikkonen em terceiro. A pole foi Hamilton, em 1min30s029.

GP DO CANADÁ - MONTREAL - 7ª ETAPA DO MUNDIAL DE F1

 

 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A HOME DE AUTOMOBILISMO DO PORTAL TERCEIRO TEMPO 

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CANAL DO BELLA MACCCHINA NO YOU TUBE

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR TODAS AS COLUNAS DE MARCOS JÚNIOR MICHELETTI

Últimas do seu time

  • Tabela

  • BRASILEIRÃO 2019

  • Classificação
    Pontos
  • 1 Fla
    39
  • 2 San
    37
  • 3 Pal
    36
  • 4 Cor
    32
  • 5 São
    31
  • Veja tabela completa